O SQL Server 2016 teve diversas novidades incorporadas ao produto, algumas delas se destacaram por criar ou melhorar algumas funcionalidades existentes.

No dia-dia de um desenvolvedor ou administrador de banco de dados, criar objetos como tabelas, procedures, views etc, é uma rotina muito comum. Nesses cenários, até então, os desenvolvedores incluíam uma técnica para checar sempre antes de executar um comando de criação, se aquele objeto já existe no banco, afim de evitar falhas.

Porem, comparado com outras plataformas relacionais, o SQL server tornava essa rotina um pouco trabalhosa de ser executada, necessitando de uma consulta nas tabelas internas para verificar se o objeto já existia. Como mostra a sintaxe abaixo.

Imagina, que queremos criar uma tabela chamada Customer:

IF NOT EXISTS (SELECT name FROM sys.objects WHERE object_id = OBJECT_ID(N’customer’) AND type in (N’U’))
CREATE TABLE Customer (id int, Nome varchar(100))

Veja, como executamos um pequeno teste buscando na tabela sys.objects alguma referencia a tabela que estamos criando, caso não exista resultado, criamos a tabela Customer.

Se você achou esse comando um pouco complexo, vamos ver como as coisas ficaram simples no SQL Server 2016, o mesmo resultado seria obtido com o seguinte trecho:

DROP TABLE IF EXISTS Customer
CREATE TABLE Customer(id int, Nome varchar(100))

Bem mais simples de entender não é mesmo ?

Esse mesmo comando pode ser aplicado em qualquer objeto, como procedures, views, triggers, ou seja, você pode executar esse teste e garantir que sua rotina não falhe.

Esse é apenas um, dos diversos recursos adicionados ao SQL Server 2016, fique conectado para mais novidades.

Dúvidas, altieripereira@outlook.com.

😉 até mais.

 

Anúncios